5 de abr de 2016

O dia da criança e suas contradições





Doze de outubro, é comemorado o Dia da Criança. Desde o dia 5 de novembro de 1924, por iniciativa do Deputado Federal Galdino do Valle Filho, autor do projeto que foi apoiado pelo Congresso e oficializado pelo presidente Arthur Bernardes o Brasil comemora o Dia da Criança.

A merecida homenagem feita às crianças é uma contradição se considerarmos a maneira como elas são tratadas em todo mundo. Milhões de crianças vivem em situação de risco, sob circunstâncias desumanas. Vejamos alguns dados: 


A OIT, Organização Internacional do Trabalho, estima quehá 220 milhões de crianças trabalhando em uma jornada de até 17 horas semanais. Existemcentenas de crianças exploradas nas carvoarias e nos canaviais no Brasil e no mundo.



Crianças com idade entre 4 e 6 anos, em sua maior parte provenientes de famílias afegãs refugiadas da guerra civil que acomete seu país natal, trabalham em fábricas de tijolos. O seu desgastante trabalho consiste em virar os tijolos para que sequem mais rapidamente ao sol. O seu peso de criança permite que realizem seu penoso trabalho sem amassar os tijolos em que se apóiam. Karkhla, Paquistão


A OMS, Organização Mundial de Saúde, estima que há 100 milhões de crianças vivendo nas ruas. Um exército de famigerados vivendo em miséria integral. Só no Brasil existem 10 milhões de crianças nessa triste situação de abandono e miséria. A maioria dessas crianças abusa das drogas, que as ajudam a negar, a fugir da realidade, a matar a fome, e a se aquecer.


É preciso dizer que 55% das mortes de crianças estão associadas à desnutrição, à fome que debilita e mata lentamente.




Em Tegucigalpa, capital de Honduras, abutres e crianças disputam as sobras que encontram num aterro sanitário da capital hondurenha. Juan Flores e outras crianças reviram o lixo a fim de encontrar qualquer coisa que possa ser comido ou vendido.


                                                 
REALIDADE COMUM NOS LIXÕES DO BRASIL


No Congo, na África central, a avó de Chantis Tuseuo, de nove anos de idade, estende a mão para sua neta, gravemente desnutrida, que aguarda atendimento num posto de saúde nos arredores de Kinshasa. Quem pode mensurar o número de crianças que hoje ainda não fez uma refeição?




A UNICEF

 estima que há 1 milhão e 200 mil crianças vítimas de tráfico e venda. Crianças sexualmente exploradas e submetidas a todo tipo de ato desumano e perverso.

O Brasil é um dos líderes com 100 mil crianças sexualmente exploradas.




                         

CHINA COMUNISTA



No Complexo do Alemão, um conjunto de doze favelas na zona norte do Rio de Janeiro, existe um exército de traficantes, dentre eles, 200 menores de idade.




COMO SERÁ O FUTURO DAS CRIANÇAS QUE VIVEM SEM ESPERANÇA?




Agostinho disse que "o oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença." É certo que esse é um dos grandes males sociais. Na filosofia do cada um por si, o mundo fecha os olhos e busca não enxergar as centenas de milhares de crianças vivendo em situação de risco.
Jesus nos exortou:
"Ben-aventurados os misericordiosos porque alcançaram misericordia"
Nosso Senhor nos ensinou a orar:

"Venha a nós o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu".
Como filhos de Deus devemos orar e trabalhar para que os valores de Deus governem a terra como governam o céu. A igreja é a agência do Reino de Deus e deve proclamar as boas novas de esperança e salvação "Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo". Romanos 14.17


"Deixai vir a mim os pequeninos, não os embaraceis, porque dos tais é o reino de Deus".Mc 10.14
Estas palavras foram ditas pelo Senhor quando algumas crianças foram levadas a Ele para serem abençoadas. Os discípulos, influenciados pela cultura de seu tempo, que marginalizava crianças e mulheres, tentaram impedir o contato das crianças com Cristo. A atitude dos discípulos é o resultado de um modo errado de pensar: crianças são criaturas sem importância. Mas Jesus não entendia assim. As amáveis palavras do Senhor Jesus conferiram dignidade à pessoa humana, nesse caso em particular, às crianças.

A sociedade em que vivemos não é melhor do que a daquele tempo. No campo da ciência e da tecnologia o progresso é evidente, graças a Deus. Mas no que tange às questões de natureza moral e espiritual o quadro permanece caótico. Em rebeldia, os homens abandonaram o Deus Criador, e por conta disso o mundo experimenta um processo de desumanização do ser humano. “Chegamos ao ponto de condenar pessoas à prisão por matar animais, enquanto incentivamos o assassinato de crianças por meio do aborto”, comenta o pastor John MacArthur. Envoltas nas trevas da ignorância, as pessoas são capazes de dizer e fazer coisas terríveis com o próximo, mesmo que seja uma indefesa criança.

À luz das Escrituras podemos afirmar que crianças são bênçãos de Deus. “Herança do Senhor são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão”. (Sl 127.3). É de fundamental importância para o fortalecimento do valor da criança na sociedade, o entendimento de que a graça de ter filhos é procedente de Deus. Portanto, crianças são bênçãos de Deus.

A sociedade que rejeita a Palavra de Deus desemboca em muitos outros erros e cava a sua própria sepultura. “O bem estar das nações e felicidade geral da sociedade humana estão intimamente vinculados a pontos de vista corretos sobre estas questões. As nações nada mais são do que uma coletânea de muitas famílias.” A partir desse princípio bíblico, é preciso que a igreja oriente a sociedade a entender que as famílias merecem o devido valor, especialmente as crianças, necessitadas de aceitação e amor.
Como cristãos, somos chamados a dar exemplo à sociedade. Precisamos ser modelo de cidadãos que valorizam as crianças como criaturas amadas por Deus. Vamos começar reavaliando nosso modo de tratar as crianças que convivem conosco, em particular, nossos filhos. Permita que as crianças digam a seu respeito: Eu sei que ele me ama.


Pai misericordioso, tenha compaixão de nossas crianças e perdoa a negligencia do teu povo.

Permita que a tua Igreja cumpra a sua vocação de ser luz do mundo e sal da terra.
Dá-nos a tua graça a fim de que possamos conduzir os pequeninos ao Senhor Jesus Cristo,
Deus e Redentor.


Texto do blog Judiclay Santos

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...