13 de mar de 2017

NEM BABILÔNIA NEM FESTIVAL PROMESSAS

por Ciro Sanches Zibordi
 


Alguém, alhures, me perguntou: “Pastor Ciro, por que o irmão ainda não verberou contra a novela Babilônia, da TV Globo?” Em primeiro lugar, não fiz — e não farei — nenhum comentário contrário a essa novela, especificamente, porque a mencionada emissora não é obrigada a exibir novelas, filmes e programas que agradem o público evangélico. Além disso, ela sabe que os mesmos evangélicos que criticam Babilônia ficam ansiosos para assistir ao Festival Promessas, e alguns até sonham em participar dele! E, se isso acontecer, vão publicar nas redes sociais que Deus lhes abriu uma grande porta!

Como se sabe, a TV Globo, tão criticada por muitos evangélicos por causa de sua programação imoral e contrária aos valores cristãos, é a mesma que convida pastores e cantores gospel para participar de seus programas, como Caldeirão do Huck, Esquenta e Na Moral. Além disso, ela promove o mencionado festival gospel, do qual participam, prazerosamente, algumas celebridades evangélicas. Quem assiste a esse programa, dando audiência à emissora? Em geral, boa parte dos mesmos que se revoltam contra a Babilônia!

Se quisermos ser coerentes — penso —, devemos fazer três coisas em relação à TV Globo. Primeira: criticá-la de modo equilibrado, sem ofensas. Segunda: não assistir à sua programação tendenciosa e contrária à fé cristã. Terceira: não colaborar com ela, haja vista a sua parcialidade em relação aos evangélicos e a sua clara disposição de estereotipar e ridicularizar a fé cristã. Não nos prendamos, portanto, a um jugo desigual com os infiéis. Afinal, “que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos?” (2 Co 6.14-16). ‪

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...