4 de out de 2016

Black Monday


Vestidas de preto, milhares de mulheres na Polônia boicotaram o trabalho nesta segunda-feira (3), como protesto contra um projeto de lei que proíbe o aborto no país.



A greve obrigou lojas, escritórios do governo, universidades e escolas a fecharem as portas. 

Segundo a Folha de S. Paulo, para o dia de ação, apelidado de "Black Monday" [segunda negra], elas usaram roupas de cor escura em um símbolo de luto pela perda dos direitos reprodutivos. 

Recentemente, tramita no Parlamento polonês um projeto de iniciativa popular que objetiva proibir totalmente a interrupção voluntária da gravidez. As mulheres que já tenham passado pelo procedimento poderão ser punidas com cinco anos de prisão, assim como médicos que tenham feito assistência também poderão ir para a cadeia. 

Críticos da proposta afirmam que gestantes que tiveram aborto espontâneo também poderiam ser investigadas, uma vez que os sintomas são parecidos com o aborto deliberado. De maioria católica, a Polônia permite hoje o aborto legal apenas em caso de estupro, incesto, problemas graves com o feto e sério risco à saúde da mulher grávida.

Fonte: Noticias ao minuto

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...