28 de mar de 2017

O VASO COM DEFEITO

Você se acha cheio ou cheia de defeitos? Não importa sua cor, raça ou grau de formação, no final todos temos defeitos. E é exatamente os defeitos que nos distinguem. O homem foi formado do pó da terra. Deus para toda sua criação ele diz: "Haja". E logo se formou.

Mas, o homem não, quando resolve criar o homem, ele usa as próprias mãos no ato da formação. Deus fez do pó da terra. Ele não poderia muito bem ter feito do ouro, das pedras preciosas, do minérios ricos. Ele fez do pó da terra. E quando você lê a bíblia, você entende a presciência de Deus. E ela tem a resposta pra todas as coisas. Há um texto nas escrituras que fala sobre Vaso. Ele se encontra em jeremias 18.1-6:



A palavra do SENHOR, que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.
O texto de Jeremias mostra um oleiro que está empenhado em sua obra de fazer um vaso. Ao perceber que o vaso se quebrou. Ele reaproveita aquilo que se quebrou e refaz um vaso novo. Entenda que Deus nos fez da maneira como somos. Pois assim ele pode trabalhar em nós. Não se julgue, nem se martirize. Viva com seus defeitos e aprenda a aceitar os defeitos dos outros. Pois defeitos é o que mais existe no ser humano. Veja esse texto a seguir que ilustra bem tudo isso:

Você pode gostar desse filme: QUARTO DE GUERRA

Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço. 

Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe; o pote danificado chegava apenas pela metade. 
Foi assim por dois anos. Diariamente, o carregador entregando um pote e meio de água na casa de seu chefe. Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações. Porém, o pote quebrado estava envergonhado de sua imperfeição, e sentindo-se miserável por ser capaz de realizar apenas a metade do que ele havia sido designado a fazer. 

Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, o pote falou para o homem um dia à beira do poço:

- Estou envergonhado, e quero pedir-lhe desculpas. 
- Porquê? Perguntou o homem. - De que você está envergonhado? 
- Nesses dois anos eu fui capaz de entregar apenas a metade de minha carga, porque essa rachadura no meu lado faz com que a água vaze por todo o caminho da casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços, disse o pote. 


O homem ficou triste pela situação do velho pote, e com compaixão falou: 

- Quando retornarmos a casa do meu senhor, quero que percebas as flores ao longo do caminho. De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou flores selvagens ao lado do caminho, e isto lhe deu certo ânimo. 
Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha. Disse o homem ao pote: 

- Você notou que pelo caminho só havia flores no seu lado? Eu, ao conhecer o seu defeito, tirei vantagem dele e lancei sementes de flores no seu lado do caminho, e cada dia enquanto voltávamos do poço, você as regava. Por dois anos eu pude colher flores para ornamentar a mesa do meu senhor. Sem você ser do jeito que você é, ele não poderia ter esta beleza para dar graça à sua casa. 

Cada um de nós temos nossos próprios e únicos defeitos. Todos nós somos potes rachados. Porém, o Senhor vai usar estes nossos defeitos para fazer de nós o seu melhor.Na grandiosa economia de Deus, nada se perde. Nunca deveríamos ter medo dos nossos defeitos. Se os reconhecemos, eles poderão causar beleza. Das nossas fraquezas, podemos tirar forças. Lembremo-nos sempre disto. 

Ezequiel Gomes

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...